Criado em 19-10-2010
www.facebook.com/clube.artfactu

domingo, 23 de abril de 2017

ARTFACTU 3 BIQUEIRAS 9: O COSTUME


Mais um jogo com e equipa desfalcada apresentando apenas 6 jogadores do plantel e recorrendo a 3 outsiders.
Início de jogo ainda sem o Manel em campo com Pedro na baliza a custar-nos o 0-1.
Com Manel já em campo a equipa mantinha-se desorganizada e o adversário chegava aos 0-3 aos 10m de jogo.
Pedro assumiria então o eixo central da defesa e a equipa organizava-se defensivamente e estancava-se assim o fluxo ofensivo do adversário que tinha agora mais dificuldades em criar ocasiões e, quando o conseguia, tinha em Manel a última barreira instransponível.
O nosso jogo já saía agora apoiado em termos ofensivos mas o guarda-redes adversário estava igualmente soberano na sua baliza.
O intervalo chegava com 0-3 e um jogo bem mais equilibrado.
Para a segunda parte Filipe fechava com Pedro a defesa apoiada pelo resto da equipa e por um Manel em destaque e o espaço que os Biqueiras davam permitiam os nossos ataques que dariam o 1-3 por Tomás oprtuno numa recarga após defesa du guarda redes adversário logo aos 2m do segundo tempo.
Aos 10m na sequência de canto Méren fuzilava de cabeça a baliza dos Biqueiras e reduzia para 2-3.
O jogo estava agora dividido e o empate parecia poder surgir a qualquer instante.
Num lance em que o árbitro foi enganado por Rebelo assinalou penalty por pretensa falta de Alex mas o próprio Rebelo marcaria a penalidade por cima da baliza.
Estranhamente seria o nosso canto do cisne.
Após 30m de organização defensiva sem sofrermos qualquer golo e a discutirmos o jogo a equipa partiu-se, assumiu posições ofensivas sem capacidade física para recuperar no terreno e os adversários, exímios na qualidade de passe e tabelas no ataque, chegavam em vantagem de 4 para 2 e até de 4 para 1 à nossa baliza e dispararam no resultado fazendo 6 golos em 8m.
O convidado Tiago ainda reduziria para 3-9 em cima do apito final num jogo em que mais uma vez a equipa pensou que é a ir para a frente sem critério tácticto e com perdas de bola facilitadas que recupera resultados sofrendo assim nova goleada.
É altura para se aprender alguma coisa com as duras lições que nos foram aplicadas.


sábado, 8 de abril de 2017

ARTFACTU 2 VELHA GUARDA 7 - APENAS MUITO MAU

Equipa composta em cima da hora para o jogo apresentou-se sem conexão entre sectores, com pouca coesão e com falta de garra e atitude.
O adversário, equipa que joga coesa e com movimentações rápidas e bem estruturadas, privilegiando a trica de bola rápida entre os seus jogadores, cedo dominaram o jogo e chegaram ao golo.
Como se tal não bastasse erros nossos ajudaram ao marcador chegar aos 0-3.
Do outro lado o guarda-redes evitava o golo com uma defesa extraordinária a uma bomba do Méren mas, antes do intervalo, de livre directo, Tomás reduzia para 1-3 com um remate muito bem colocado.
Tentativa de reação para a segunda parte morta à nascença pelo 1-4 e pelo baixar de braços da equipa que parecia já desinteressada do jogo fazendo com que o resultado fosse sendo ainda mais desnivelado em contra-ataques sem oposição com os VG a terem sempre superioridade numérica.
Salvou-se nova bomba de Méren a reduzir, na altura, para 2-5, num tiro indefensável.
Mau, apenas muito mau.

sábado, 25 de março de 2017

ARTFACTU 4 TEAM ASSISTÊNCIA 2: BOA EXIBIÇÃO A GARANTIR A VITÓRIA


Com o plantel já em reestruturação para o torneio seguinte apresentámos 11 jogadores com destaque para a reaparição do Rita sem que, infelizmente, por escassos minutos dado ter-se ressentido dos problemas que tem sentido nos tornozelos.

Equipa concentrada a jogar de forma coesa, frente a um adversário difícil que tradicionalmente nos coloca muitos problemas (4-4 no jogo da primeira volta), tentando sempre privilegiar a posse e circulação da bola.



Os Team tentavam aplicar igual conduta ao seu jogo e as defesas iam-se sobrepondo aos ataques até que, numa insistência após um canto, Alex centrou a bola para a área adversária onde António, de cabeça, surgiu oportuno a desviar a bola do alcance do guarda-redes dos TA obtendo o 1-0.

Reagiu o TA e três minutos volvidos Paulo Araújo ganhou um ressalto de bola e rematou fazendo a bola bater no António alterando a sua trajectória e traindo a estirada do Manel que assim nada pode fazer para evitar o empate.

Até ao intervalo o jogo manter-se-ia equilibrado com ambos os guarda-redes a brilharem nas poucas ocasiões consentidas pelas respectivas defesas.

Nota negativa apenas para a recidiva de Rita que esteve assim apenas escassos minutos em jogo.

A segunda parte mantinha o figurino mas logo aos 3m surgiria o 1-2 na sequência de um livre directo o remate de Ricardo Santos a tentar ser desviado por António mas sem sucesso voltando Manel a ser traído pelo ressalto ficando fora do lance.

Boa reacção da nossa equipa a partir para a procura da reviravolta que viria a acontecer começando apenas dois minutos depois com Pedro a rematar forte e colocado de fora da área a fazer a bola entrar junto ao poste mais distante.

Grande jogada colectiva 4 minutos depois com Alex a entrar na área adversária e em cima da linha de fundo a colocar rasteiro para a entrada da área onde Flores surgia a rematar de primeira fazendo o 3-2.

Os TA assumiam agora o jogo e o risco em busca do golo que os recolocasse na disputa dos pontos mas a nossa equipa foi sempre barrando o caminho da baliza e explorando o contra-ataque.

Com o jogo muito equilibrado e o resultado incerto a partida ficaria definida quando aos 42m Abreu, de cabeça, assiste Bruno que avançou vários metros pelo centro do terreno e, ainda bem fora da área, disparou um míssil indefensável fazendo a bola entrar rente ao poste direito dos TA obtendo o 4-2 e selando a vitória.

Excelente vitória em jogo muito disputado frente a um adversário que vendeu cara a derrota.